sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O banco da praça e o MSN

Estava eu sentado, meio que sem querer, num banco desses de madeira que comumente encontramos em jardins e praças, observando pessoas passando prá cá e prá lá, quando me dei conta que muito antigamente, assim me contaram, era costume nas cidades pequenas as pessoas se encontrarem na praça, e lá sentadas nos bancos faziam o assim chamado “social”.

De imediato imaginei que aquele era um banco de praça de antigamente e que eu estava lá observando o movimento para ver se encontrava algum conhecido para conversar.

Gostei desse sentimento e dessa sensação mas me dei conta que isso não acontecia mais, pensei, “que pena, hoje não é mais assim”. Se não é mais assim, como é então? Triste constatação quando lembrei da minha filha voando para o computador para ver se tinha alguém no MSN para ela poder conversar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário